Louvor Genuíno

O valor da santidade

Share on whatsapp
Compartilhe
Share on telegram
Compartilhe

14. Esforçai-vos para viver em paz com todas as pessoas e em santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor. (Hebreus, 12)

Segundo o escritor de Hebreus, a santidade é um pré-requisito para aqueles que desejam ver o Senhor. Assim, podemos nos fazer as seguintes perguntas:

 Desejamos ver o Senhor?

O nosso coração anseia por sua presença?

Com certeza a maioria disse sim e sim para as duas perguntas acima, porém, precisamos ir além…

Quantos dos que responderam sim estão verdadeiramente dispostos a viver em santidade?

É provável que dessa vez (lamentavelmente) o número de respostas positivas tenha diminuído, isto porque, a batalha da santificação não é um convite tão atraente, não quanto ver o Senhor, mas como adverte o texto, sem santidade ninguém, absolutamente ninguém, verá o Senhor. No livro “Kriptonita: Como Destruir O Que Rouba Sua Força”, o autor John Bevere, vai dizer que “a santidade não tem um fim em si mesmo, mas é uma ponte para a intimidade”.

A partir desta afirmação entendemos que outro pré-requisito chave é o nosso nível de intimidade com Deus, somente os íntimos do Pai o contemplarão, logo, sem a ponte da santidade não teremos acesso ao outro lado, onde está a intimidade, tornando-se impossível que o vejamos.

Já C.S Lewis em “O Peso da Glória” escancara a necessidade de uma vida de intimidade com o Senhor e a importância de ser conhecido por Ele, pois estamos sujeitos a ouvir duas frases no dia em que prestaremos conta.

 A primeira, terrível, descrita pelo Senhor Jesus no evangelho de Mateus…

“E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim. (7:23)

Sim, a falta de santidade e consequentemente de intimidade, nos conduz a ser banidos para sempre da presença do Senhor. 

Já a segunda, se encontra mais a frente, no mesmo evangelho e se apresenta de forma maravilhosa e com um toque de esperança, os que possuem um relacionamento com Deus, unindo santidade e intimidade, serão reconhecidos e ouvirão:

“Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado.”

Por fim, o autor completa dizendo:

Andamos todos os dias sobre o fio de navalha entre essas duas possibilidades incríveis. C. S. Lewis.

Todas essas informações, nos leva a compreensão do valor e da importância da santificação, a santidade é valiosíssima aos olhos de Deus, porém, comparada aos valores humanos, veremos que muitas outras coisas soam como mais valiosas para nós, uma cosmovisão cristã exige uma revisão de nossos valores.

O que realmente importa?

No mundo, dinheiro, riqueza, sucesso e fama são valores inegociáveis, mas, tais “valores” não possuem poder para nos impedir de ver o Senhor.

Veja o que disse J. C. Ryle: “É ruim estar sem dinheiro, ou sem saúde, ou sem casa, ou sem amigos; no entanto é pior ainda estar sem Cristo.”

C. S Lewis também reforça a tese quando diz que “Quem possui Deus e tudo mais não tem mais do quem possui somente Deus”.

E a oração de Davi nos Salmos 51 nos da toda certeza de que uma vida com Deus é infinitamente mais preciosa que todos os valores deste mundo. Após o seu pecado, o Rei não teme perder a sua posição, as suas riquezas e os demais valores que possuía, ele só teme perder uma coisa…

“Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo.” (Salmos 51:11)

Precisamos crer que nada faz sentido se santidade e intimidade não estiverem devidamente alinhadas na vida cristã.

Ainda no versículo de Hebreus, capítulo 12, usado como base para este texto, existe outra advertência, logo em seu início… “Esforçai-vos para viver em paz”.

Assim, concluo, trazendo uma reflexão, seria possível uma vida de paz com as pessoas e principalmente com Deus sem santidade?

Matthew Henry pergunta:

Que paz podem ter aqueles que não estão em paz com Deus?

O salmista traz um conselho precioso em seu cântico…

Muita paz têm os que amam a tua lei, e para eles não há tropeço. (Salmos 119:165)

Paz e Santidade são atributos que nos conduzirão ao apogeu da vida cristã, “seguir a paz com todos e a santificação” nos leva a maior glória, que é ver o Senhor face a face, tudo se resume a isto, é o nosso alvo.

Que assim, estejamos dispostos, com as nossas mentes e os nossos corações abertos para dizer sim para Deus, sim para uma vida de santidade e intimidade com ele.

ESFORCEMO-NOS!

Que Deus nos abençoe.

Por: Jackson Freitas.

gostou do artigo?

Share on facebook
Compartilhe
Share on twitter
Compartilhe
Share on whatsapp
Compartilhe

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *